Conheça os 10 locais com o metro quadrado mais caro do mundo

 em blog

A MEUIMO te mostra as regiões mais caras para se viver no mundo. Todas localizadas no hemisfério norte, o preço médio do metro quadrado em qualquer um desses lugares não é menor do que R$ 86 mil.

 

A Consultoria de Inteligência de fundos Wealth-X promoveu um estudo chamado Billionaire Census, em 2013, na qual foram avaliados os preços de propriedades nas principais cidades mundiais para descobrir quais são os endereços mais caros existentes em todo o mundo. Seja pelo clima excelente, pela proximidade com os maiores centros de compras e restaurantes do mundo, visão estrelar, infraestrutura e segurança, é certo que essas regiões atraem as pessoas mais ricas do planeta.

 

De acordo com a pesquisa, cabe dizer, os maiores bilionários do mundo possuem uma média de US$ 78 milhões (R$ 258 milhões) em propriedades cada um. Por isso, fizemos uma lista para te mostrar onde essas pessoas vivem e qual são os preços médios de cada região. Vale lembrar que esses imóveis são constantemente disputados nos mais famosos e prestigiados leilões internacionais. Confira a seguir as regiões determinadas pela pesquisa:

 

Avenida Montaigne, Paris, França

 

 

A avenida de luxo no quarteirão da Champs-Elysées, no centro de Paris, é considerada um dos principais endereços do mundo para a alta costura – e não à toa que estilistas famosos como Christian Dior, Salvatore Ferragamo e Harry Winston possuem propriedades ali -, mas também abriga uma grande quantidade de milionários de todo o mundo. O preço médio do metro quadrado na área é de US$ 26 mil (R$ 86 mil). Para se ter uma ideia, o bairro mais caro do Brasil, o Leblon, no Rio de Janeiro, custa R$ 22 mil. É praticamente o quádruplo de preço!

 

Quinta Avenida, Nova York, Estados Unidos

 

 

A Quinta Avenida, em especial os imóveis cuja vista dá para as ruas 59 e 96, em frente ao Central Park, é um destino clássico de ricos e famosos. É também a região de várias boutiques de luxo, do Empire State Building, do Rockefeller Center e de outras instituições de nível mundial. O preço do metro quadrado em 2013 custava US$ 28 mil (R$ 90 mil)! Nessa avenida, é possível ser vizinho de várias estrelas de Hollywood e também da Trump Tower, um prédio de 58 andares construído nos anos 1980 pelo hoje presidente do país, Donald Trump – e onde ele morava antes de se mudar para a Casa Branca.

 

Ostozhenka, Moscou, Rússia

 

 

Essa rua no centro de Moscou é o centro da história russa, das lojas de luxo e dos melhores restaurantes do país. Um apartamento nessa região custava até US$ 48 milhões (R$ 158 milhões) em 2013, quando a Wealth-X fez a pesquisa. Ali vivia – e ainda vive, de certa forma – a oligarquia da Rússia e outros milionários do país, que precisam desembolsar US$ 29 mil (R$ 95 mil) por cada metro de chão.

 

Romazzino Hill, Sardenha, Itália

 

 

O morro de Romazzino e sua vizinhança ao redor é um playground para bilionários desde os anos 1960. Em 2012, o empresário italiano Carlo de Benedetti vendeu sua propriedade, conhecida como Villa Rocky Ram, pelo valor de US$ 148 milhões (R$ 489 milhões). É naquela região que hoje vivem membros da família real do Catar, da Arábia Saudita e da oligarquia russa. O preço do metro quadrado no bairro custa US$ 32,9 mil (R$ 109 mil).

 

Chemin de Ruth, Genebra, Suíça

 

 

Conhecida por ser uma da cidades mais caras do mundo, a cidade suíça também possui uma das avenidas mais luxuosas do planeta, a Chemin de Ruth, em Cologny. Localizada a 16 minutos de carro do centro de Genebra, a área possui muitas mansões, com grandes piscinas, jardins monumentais e vistas esplêndidas para o Lago Genebra e os prédios da ONU – é lá que funciona a sede do Fórum Econômico Mundial. Lá, encontramos moradores como a família Peugeot e o ex-tenista francês Henri Leconte, que vivem em uma avenida que possui o preço médio do metro quadrado a US$ 37 mil (R$ 122 mil).

 

Paterson Hill, Singapura

 

 

Paterson Hill é um bairro residencial ao lado do centro de compras Orchard Road, em Singapura. O bairro também é  conhecido por abrigar vários restaurantes premiados e lojas famosas e renomadas. O brasileiro Eduardo Saverin, que trabalha na Ásia desde que saiu do Facebook, é um dos moradores ilustres da região, cujo preço do metro quadrado é de US$ 42,5 mil (R$ 140 mil).

 

Boulevard du Général de Gaulle, Cap Ferrat, França

 

 

Situada na Costa Azul francesa, às margens do Mediterrâneo, a exclusiva península Cap Ferrat é a localidade não-urbana mais cara do mundo. Lá, o metro quadrado custa US$ 79 mil (R$ 261 mil). O então casal Angelina Jolie e Brad Pitt se casou em uma propriedade pertencente à eles, próxima à região, em Correns, em 2014. O negócio foi fechado por US$ 60 milhões (R$ 190 milhões). O ator e comediante Charles Chaplin também viveu na região até a sua morte, em 1977.

 

Avenida Princesa Grace, Mônaco, França

 

 

O principado de Mônaco, dentro do território francês, é uma das áreas preferidas para se viver pelos bilionários. A Avenida Princesa Grace é a região mais cara de Mônaco. Ela percorre toda a extensão do mar, repleto de lanchas luxuosas. O Tour Odeon, um grande prédio de apartamentos construído recentemente na avenida, é hoje o imóvel mais caro de Mônaco, com o metro quadrado valendo US$ 86 mil (R$ 284 mil). Ali moram inúmeros ricos e famosos, como o cantor italiano Andrea Bocelli, o piloto de F1 britânico Lewis Hamilton e o ex-Beatle Ringo Starr. O narrador brasileiro Galvão Bueno também morou na avenida por um tempo. Dizem que em uma das localidades mais famosas da cidade, o Sass Cafe, há até um pedido que leva o nome dele.

 

Kensington Palace Gardens, Londres, Reino Unido

 

 

O Kensington Palace Gardens, em Londres, é o lugar de moradia de ninguém menos do que o casal real William e Kate. O tranquilo caminho delineado por árvores no centro-oeste de Londres também sedia diversas embaixadas internacionais, como as da França, da Rússia e do Japão. É conhecido por ser a “linha” dos bilionários na capital britânica, já que o metro quadrado na região custa US$ 107 mil (R$ 353 mil). Ali vivem, além do duque e da duquesa de Cambridge, o megaempresário russo Roman Abramovich, dono do clube de futebol Chelsea, além do ex-presidente da empresa que gerencia a Fórmula 1, Bernie Ecclestone.

 

Pollock’s Path, The Peak, Hong Kong

 

 

O bairro mais caro do mundo não fica na Europa ou nos EUA, como se imaginaria, mas sim na Ásia, segundo a Wealth-X. Localizado no topo de uma montanha que historicamente é um “céu” para os ricaços de Taiwan, o bairro oferece uma linda vista da cidade de Hong Kong. De lá, os moradores podem ver perfeitamente o conglomerado de prédios famosos e o movimentado porto da cidade. Alguns dos milionários que vivem em Pollock’s Path são os executivos diretores do banco HSBC. O preço médio do metro quadrado ali custa US$ 120 mil (R$ 396 mil). “O aumento da demanda pelas melhores propriedades nas melhores localizações aconteceu em meio a uma demanda apertada, como limitados e discretos proprietários que se sentem compelidos a vender seus imóveis”, explicou um dos pesquisadores, Liam Bailey, ao jornal South China Morning Post.

 

E aí? Deu vontade de morar em uma dessas áreas, não é mesmo? Agora só falta o dinheiro!

 

Fontes: https://publicidadeimobiliaria.com/conheca-os-10-locais-mais-caros-para-se-viver-no-mundo/

 

https://missurasa.wordpress.com/2013/11/25/own-the-expensive-dreams/

 

Posts Recomendados